OripeMachado

Tudo posso naquele que me guia

Textos

“Pessoinha”.

Sabe?
Todo dia temos contato com tantas pessoas.
Todas com qualidades, cheias de tributos.
Mas entre estes milhões, todos com importância, lógico.
Às vezes passa pela vida da gente, uma pessoinha que a princípio não damos o crédito devido.
Bonitas sim, e até bem falantes, mas...
Carismáticas.
Como um arqueiro experiente, nos flecha direto no coração.
Aí nos prostramos em adoração.
Nos dias que se seguem, somam-se as qualidades.
Acho que na verdade, esta gente que resolvi denominar de “pessoinhas”.
“Na verdade são “Anjos”,” Espírito de luz”.
Que em nossa pequena sabedoria não conseguimos identificar.
Com o passar dos dias, lições são passadas de humildade, verdade e sabedoria.
O homem seria apenas mais um animal a povoar a Terra.
Mas ainda bem, graça a estas “pessoinhas”, mudam-se modos.
Começam a admirar o belo, respeitar os animais e coexistir pacificamente.
O ser humano precisa de uma religião, uma crença que os diferencie dos outros animais.
Com orientação devida destes anjos, o milagre acontece, surge uma esperança no horizonte.
O guerreiro depõe suas armas, ajoelha e adora o sagrado.
Os seres superiores, e assim a vida inexpressiva passa a ser verdadeiramente digna de se vivida.
Esta pessoinha, que tenho a honra de conhecer completa mais um ano de existência. Parabéns, saúde, paz, são os votos deste ancião e com certeza de todos que a amam.

VovôMachado@VovóCida.

OripêMachado
Veneno de Cobra.
Oripê Machado
Enviado por Oripê Machado em 08/06/2013
Alterado em 08/06/2013


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras